CristaoRico.com.br / Geracao de riqueza a luz da Biblia

Porque um Cristão ser rico?

16 de agosto de 2016

Algumas percepções equivocadas têm impedido cristãos a buscarem geração de riquezas com determinação.

De forma involuntária, a Igreja e alguns religiosos quase sempre tem ensinado que é errado ter bens materiais, ou que Deus despreza pessoas ricas e que o sucesso financeiro é algo que não é para os cristãos.

Se você conhece ao menos um pouco a Bíblia, certamente já deve estar pensando na famosa passagem do jovem rico, com a frase de Jesus dizendo “É mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus”, muitos interpretam esta passagem com uma visão errônea que explicaremos mais adiante.

A verdade é que Deus criou o dinheiro pela mesma razão que todas as outras coisas, para servir seus propósitos.

Deus enxerga nossa vida como uma atribuição de confiança, nosso tempo, inteligência, oportunidades, relacionamentos e recursos, são presentes que Deus nos confiou para cuidarmos e administrarmos.

 

Nunca possuímos realmente qualquer coisa durante nosso breve período na terra; somos administradores de tudo o que Deus nos dá.
Quanto mais Ele nos dá, mais responsáveis espera que sejamos, isto significa que tudo o que fazemos, mesmo as coisas mais simples, possuem uma implicação eterna.

 

O dinheiro que Ele coloca em suas mãos é uma atribuição de confiança, Deus usa a área financeira, para nos ensinar a confiar nEle e para testar o quanto confiáveis somos.
Ele quer que tenhamos sabedoria para administrar o que Ele coloca em nossas mãos.

 

“Se, pois, não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?” ( Lucas 16.11)

 

 

ADVERTÊNCIAS IMPORTANTES

 

Não seríamos irresponsáveis em te incentivar a buscar riquezas, antes de trazer 4 alertas importantíssimos:

 

  • TEM GENTE TÃO POBRE QUE SÓ TEM DINHEIRO

 

O dinheiro sozinho não vai torná-lo rico, porque um homem que é pobre de espírito é pobre por completo, mesmo quando ele tem um monte de dinheiro no bolso.

O dinheiro sem a riqueza espiritual, poderá te colocar em um caminho perigoso. Os prazeres que o dinheiro proporciona são sedutores e quando você menos esperar estará obcecado por ganhar mais e mais dinheiro, sem perceber poderá se tornar uma pessoa egoísta, desonesta, gananciosa, invejosa e ansiosa.

A riqueza financeira, sem a riqueza espiritual, te isola do amor de Deus e te cerca com pessoas com visão errada que pensam que a riqueza é a chave para a felicidade.

Por isso não é fácil servir a Deus e ser rico, precisamos para tanto reforçar nossa riqueza espiritual.

Sem riqueza espiritual é mais prudente não ser rico.

Deus precisa te preparar para a riqueza financeira te dando antes a riqueza espiritual.

 

  • O DINHEIRO É UM BOM SERVO, MAS UM MAU MESTRE

 

O dinheiro vem para aqueles que possuem sabedoria para administrá-lo de acordo com as leis bíblicas do dinheiro, tema que abordaremos no blog (www.cristaorico.com.br) em outras oportunidades.

Quando as pessoas de Deus são educadas financeiramente com os princípios de Deus, elas podem facilmente buscar as ambições, metas e propósitos que Deus coloca em seu coração.

A Bíblia nos ensina que o Cristão deve se comportar conforme diz: 2 Coríntios 6:10

“Como nada tendo, mas possuindo tudo”

Ou seja, tendo as coisas materiais, mas não se apegando a elas.

Se ficarmos pensando e sonhando com dinheiro o tempo todo, então já permitimos que o deus chamado Mamom, o Deus do dinheiro, esteja em nossos corações.

É exatamente aí que está o perigo da busca por riquezas, elas facilmente são transformadas em ídolos para aqueles que não possuem riquezas espirituais.

O Cristão Rico deve vigiar sempre, e fazer uma auto avaliação, se imaginando sem carros, sem roupas bonitas, sem belas casas. Será que desta forma se sentiria miserável? Se sim, então não passou no teste assim como o jovem rico.

Se uma pessoa depende destas coisas materiais para ser “feliz”, certamente esta pessoa não é livre, mas escravizada. Essa pessoa tem o amor ao dinheiro, que é a raiz de todos os males.

É por isso que Jesus disse ao jovem rico para vender todos os seus bens antes que ele pudesse herdar o reino. (Ver Mateus 19:21.) O homem rico não passou no teste porque ele amava e confiava em suas riquezas.

Ele não podia se imaginar sem suas riquezas. Você não consegue ser livre até que consiga se imaginar feliz sem elas.

Se você não pode se imaginar sem suas riquezas, então realmente não possui essas coisas, são elas que possuem você.

Não devemos ser servos do dinheiro, por que este não é o nosso destino. Deus nos chama para ser donos do dinheiro.

Se o dinheiro é nosso mestre, as chances de levar uma vida com orgulho, egoísmo, desonestidade, ganância, inveja e falsidade, são enormes.

O dinheiro é apenas uma ferramenta, um meio pelo qual podemos satisfazer as nossas necessidades e cumprir os propósitos de Deus.

O que leva as pessoas a enganar os outros e fazer coisas terríveis? A resposta muitas vezes é o amor ao dinheiro! Se somos cristãos, então temos que entender que nada nos prende aqui na Terra.

A vida está em Cristo Jesus, não no dinheiro.

Queremos usá-lo para propósitos de Deus.

Há apenas duas opções com o dinheiro: ou ele serve você ou você o serve.

Ou você domina o dinheiro ou ele te domina. O dinheiro é um bom servo, mas um mau mestre.

 

  • NÃO É TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

 

Aqui não tratamos do evangelho da prosperidade.

É verdade que existem muitos lobos em pele de cordeiro, quando se trata de ensinar a prosperidade financeira.

É claro que Deus prospera seu povo, e acreditamos por vivência própria.

O evangelho da prosperidade ensina que para prosperar basta doar.

Doar é a ênfase principal.

Não é bem assim!

A verdadeira prosperidade não vem apenas quando doamos, mas também quando sabemos aumentar nossa educação financeira, respeitando as leis bíblicas do dinheiro, e quando somos obedientes para cumprir o que Deus nos diz que quer que façamos com o dinheiro que Ele coloca em nossas mãos.

Esta é a diferença entre ser um Cristão rico ou um Cristão pobre.

Embora doar seja um princípio importante que o Todo Poderoso nos ensina, esta é apenas uma das coisas que Ele quer que você faça com seu dinheiro.

Eles enfatizam a fé, crença, semeadura financeira, e nunca ensinam como pescar o peixe.

Ou melhor, se ensina a semear, mas não se ensina a regar, acompanhar com cuidado a plantação e a colher os frutos no tempo correto.

Não é suficiente apenas trazer dinheiro para a igreja, se não cuidar da sua semente, você estará se enganando ao esperar que conseguirá gerar riqueza.

A teologia da prosperidade também tende a colocar o foco sobre as necessidades da pessoa.

Infelizmente, isso tem produzido alguns cristãos egocêntricos.

Eles buscam a solução para pagar suas contas e satisfazer suas necessidades e desejos da vida (como carros e casas).

Cremos, no entanto, que a principal finalidade do dinheiro não é satisfazer suas necessidades egoístas, mas para realizar os propósitos de Deus sobre a terra.

Deus quer que sejamos ricos, para que possamos realizar Seus propósitos.

 

Baixe aqui o livro completo:

http://cristaorico.com/14-razoes-de-deus-para-te-querer-rico/

 

 

Leia também:

9 princípios bíblicos sobre Finanças

Próximo post

A lei da multiplicação